Guialazer

Por Sílvia Pereira

As Jornadas Europeias do Património 2020 trazem centenas de actividades. Exposições, palestras, passeios, caminhadas, filmes, oficinas, visitas orientadas e outras iniciativas multiplicam-se por todo o país (e também online), entre 25 e 27 de Setembro, com "Património e Educação" como tema.


Um bailado de Benvindo Fonseca no Museu Nacional do Azulejo (Lisboa), Land Art no Mosteiro de São Martinho de Tibães (Braga), um "peddy-paper" para "[Re]descobrir a vila de Constância", restauro ao vivo no Museu de Lamas, um concerto terapêutico com taças tibetanas em Arcos de Valdevez, uma subida à Torre do Relógio na Horta, uma oficina na Ribeira Brava para saber como se vai do barro ao acanto, um ateliê de cestaria no Mosteiro de Coz (Leiria), a recriação de um povoado pré-histórico na Necrópole de Carenque (Amadora), um novo festival de arte urbana em Macedo de Cavaleiros, "O pomar tradicional de sequeiro trocado por miúdos" em Vila Real de Santo António…

Estas são algumas entre as mais de 400 iniciativas alinhadas para as Jornadas Europeias do Património, em 2020 guiadas pelo tema "Património e Educação" e sempre orientadas para todas as idades e condições. Além de espalharem pelo país convites a visitas presenciais (devidamente ajustadas às novas directivas), são complementadas este ano pelo reforço de propostas online como visitas, exposições ou roteiros virtuais.

O acesso à maioria das actividades é gratuito. O mapa completo pode ser consultado aqui.