Guialazer

Praça de Touros do Campo Pequeno

Por DR

Votos dos Leitores


Média da votação dos leitores, num total de 56 votos
(carregue na posição pretendida para votar)


16.01.01

Construída no século XIX (1892), sob projecto do arquitecto Dias da Silva, é o mais notável edifício de estilo neoárabe em Lisboa.


Com a reconversão agora concluída, o Campo Pequeno transformou-se numa sala de espectáculos polivalente, onde tanto poderão ter lugar touradas como concertos, bailado, ópera ou teatro, no recinto, que foi coberto com um tecto amovível que protege actores e espectadores do frio, do vento e da chuva. Constituída por um círculo em gomos de vidro que abrem e fecham consoante as necessidades da praça, essa cobertura mede 32 metros de diâmetro, sendo o resto do tecto fixo e opaco.

As actividades taurinas não constituirão, de forma nenhuma, a principal actividade da renovada praça de touros: para esta temporada não estão previstas mais de 15 corridas. Debaixo do redondel e no subsolo contíguo fica um centro comercial com 60 lojas, oito cinemas - que só abrirão daqui a algum tempo -, 20 restaurantes e cinco bares. Parte destes restaurantes e bares não são enterrados: localizar-se-ão nas galerias da praça de touros e nas esplanadas em seu redor.

O horário de funcionamento das lojas é das 10h00 às 23h00, prolongando-se até às 2h00 para os estabelecimentos de restauração. As esplanadas estarão protegidas do trânsito pelo jardim que rodeia o Campo Pequeno. É também no subsolo que se situa um grande parque de estacionamento, com 1250 lugares abertos ao público.

PUBLICO.PT



Última actualização a 19-02-2014
Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.