Guialazer

Eu vou (2 Pessoas vão a este evento)

Por Sílvia Pereira

Aos 67 anos, o encenador e actor de teatro, cinema e televisão Paulo Betti – que nos entrou casa adentro com personagens como o Timóteo de "Tieta" ou o Carlão de "Pedra sobre Pedra" – vem contar a história da sua vida.


A infância, a família, a vida rural no interior do estado de São Paulo, o teatro de fantoches que fazia no quintal, a primeira vez que viu o mar e a mudança para a cidade grande fazem parte dos episódios que vai revisitando em palco, como quem folheia os diários da adolescência ou as crónicas que publicou mais tarde no jornal de Sorocaba Cruzeiro do Sul – as duas matérias-primas para o texto que escreveu para esta "Autobiografia Autorizada".

Em forma de monólogo, mas a desdobrar-se em personagens, faz uma viagem emocional e pessoal que, ao mesmo tempo, retrata o Brasil profundo, rasa a história do país e é reveladora dos seus contrastes.

Depois de ter andado nos palcos brasileiros, onde foi nomeada para um prémio Shell e um Faz Diferença (d'"O Globo"), a peça vem a Portugal para uma extensa digressão que, tal como a vida de Betti, começa no interior.