Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Tónan Quito torna a encenar um texto do dramaturgo austro-húngaro Ödön von Horváth, depois de "Fé, Caridade e Esperança" (2017). Desta vez, lança-se à história de um casal que quer entregar-se a uma festa, mas não consegue escamotear os sintomas de depressão nem fugir ao desespero que assola a sua vida em plena época de crise – sintomas de uma ruptura anunciada.


Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.

Votos dos Leitores


Média da votação dos leitores, num total de 0 votos
(carregue na posição pretendida para votar)