Guialazer

    Teatro

    Estalo Novo

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Com direcção de Ana Borralho e João Galante, a Companhia Maior apresenta um espectáculo que nasceu do encontro entre as formas de desobediência e um "graffiti" de parede, de autor anónimo, com obras que integram mensagens de protesto e subversão.


A junção da ideia de “um novo Estado Novo que ressurge ameaçadoramente disfarçado de democracia” com um “Estalo necessário que a arte pode e deve criar numa sociedade” é apoiada pela memória dos intervenientes da companhia – que tem como característica ser composta por artistas de vários quadrantes acima dos 60 anos –, aproveitando a experiência de vida em contexto ditatorial, pré-revolução de Abril de 1974.
 
A reflexão sobre o modo de viver em sociedade, no actual momento de crise, entre “o pensamento sobre o antes, o agora e o que está para vir”, é feita a partir da perspectiva pessoal de cada um dos "performers".

Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.

Votos dos Leitores


Média da votação dos leitores, num total de 2 votos
(carregue na posição pretendida para votar)