Guialazer

Eu vou (2 Pessoas vão a este evento)

Aldeia tipicamente transmontana e de origem medieval, Santo Estêvão é um local de paragem obrigatória para quem quer conhecer a fundo a cultura de Trás-os-Montes. Elevada a vila antes mesmo que a cidade de Chaves o fosse, a aldeia foi em tempos o centro político, administrativo e militar da zona de Montenegro.


Hoje, perdeu a importância que tinha conquistado, mas mantém as características de uma verdadeira capital histórica. Nela encontra-se o que resta de um castelo pertencente à sua antiga fortaleza medieval.

O monumento foi construído com o objectivo de assegurar a independência dos lusitanos face às investidas dos monarcas de Leão. É possível ter acesso aos registos históricos do castelo que, entre outras informações, referem os variados casamentos reais aí realizados, enlaces que mudaram a história do país.

De construção mais recente que o castelo, a igreja da aldeia é também uma referência de grande importância no que se refere à romanização. É possível que tivesse sido construída por cima de ruínas de uma capela pertencente ao castelo. Diz-se que a torre sineira da igreja teve em tempo fins militares. Facilmente encontrará habitantes dispostos a contar as lendas que envolvem os monumentos da aldeia.

A desertificação da localidade não impede que a população esteja sempre disposta a receber bem os visitantes. Com alguma tristeza no olhar, os naturais de Santo Estêvão adoram convidar os "estranhos" a conhecer as suas casas. Não é por isso de estranhar que as adegas estejam sempre repletas de gente de outras zonas do país.

O presidente da junta da aldeia, Ademar de Sena Rodrigues, é uma figura que irá certamente conhecer quando visitar a localidade. Com alma de transmontano, tudo tem feito para que as potencialidades da terra sejam cada vez mais marcantes e tem investido num desenvolvimento calculado em prol da continuidade da tranquilidade: a característica mais marcante de Santo Estêvão e que tem chamado muitos turistas à aldeia.

Santo Estêvão e as suas gentes possuem, de facto, um encanto natural que apela à conversa e ao descanso. Se pretende passar um fim-se-semana tranquilo, este é o local ideal. Apesar de se ter notado um grande desenvolvimento nestes últimos anos, apenas será "incomodado" pelos grilos barulhentos e pelos galos de sono leve...

Onde ficar

O turismo rural está representado em Santo Estêvão com a Quinta de Santa Isabel. Situada a sete quilómetros de Chaves e a cinco de Espanha, é um local tranquilo. O preço por noite varia com o tamanho do apartamento. Um T0 para duas pessoas varia entre os 40 e os 50 euros, dependendo do tamanho dos quartos. A diária de um T2, para quatro pessoas, custa 50 euros. As crianças até aos 10 anos de idade não pagam estadia e os adolescentes pagam apenas 7,5 euros.

PÚBLICO