Guialazer

Por Rita Pimenta

Sofia saiu do Porto e foi viver para Londres. Conta os dias desde que lá chegou: são 427. Sente saudades de casa. "Foi em pleno voo sobre o Douro, quando a gaivota em que Sofia viajava fez uma acrobacia de cortar a respiração, que o professor levantou ligeiramente a voz: – Sofia, estás de novo a sonhar?" Estava e não estava.


O seu corpo estava em Richmond, na sala de aula, mas o seu pensamento voava na companhia de uma gaivota. Quando o professor pediu que descrevessem o que habitualmente faziam nas férias, a menina recordou "os banhos de mar e o sabor a sal na pele", "o gelado delicioso que a avó fazia com os morangos do quintal" e ainda "os balões no céu de São João".

Nessa altura, apercebeu-se de que lhe faltava uma palavra equivalente a "saudade". Acabou por descobrir "homesickness" e expressões como "I miss you" ou "I'm dying to see you again", traduzindo o desejo pela presença de alguém querido.

Uma reflexão terna sobre as distâncias, as memórias e a vontade de regressar. Mas também um convite a pensar na língua mãe como lugar de raízes. Bonita a ideia de se sentir que, mesmo dominando bem uma segunda língua, sempre nos faltarão palavras na "língua em que não temos chão".

O texto de Inês Cardoso, directora adjunta do Jornal de Notícias, está bem acompanhado pelas imagens da ilustradora Rita M. Pereira. Não podendo fugir a ícones das cidades representadas, consegue ainda assim ampliar o sentido da narrativa. Aplauso para a menina suspensa por um balão. De São João, pois claro.

De Londres ao Porto Numa Gaivota / From London to Porto Flying on a Seagull
Texto Inês Cardoso
Ilustração Rita M. Pereira
Edição Porto Editora
32 págs., 12,90€ 

________________ 

Mais Letras Pequenas... O Caminho

Veja também... Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.