Guialazer

A protagonista deste livro chama-se Nina e gosta de contar histórias aos animais. Quando se desloca até à cidade selvagem, é uma festa entre os bichos.


Mas há gostos distintos. "Os macacos gostam de histórias do outro mundo. Viagens à Lua, aventuras espaciais e seres extraordinários." Já os flamingos "são fãs das lendas mitológicas. Deuses, dragões e bichos de sete cabeças". No caso da serpente, o aplauso maior vai para "os poemas sobre o mar, os pescadores e as tempestades…"

Esta cidade imaginária, outrora ocupada por edifícios, automóveis, fábricas e todas as construções de que são feitas as paisagens humanizadas, voltou a pertencer aos animais e plantas. A natureza vingou (e vingou-se...).

Pode dizer-se que estamos perante um livro poético, que promove a leitura, defende a natureza e valoriza a amizade. Não é pouco.

Gráfica e esteticamente apelativo com cores quentes e vibrantes, "A Cidade dos Animais" mereceu várias distinções importantes neste dois últimos anos: entrou na selecção White Ravens 2017, recebeu o Prémio Golden Pinwheel 2017, fez parte da exposição de ilustradores da Feira do Livro de Bolonha de 2018 e foi considerado o Melhor Livro Infantil de Ficção pelo Prémio Junceda - APIC 2018. Também não é pouco.

Joan Negrescolor trabalha em publicidade, imprensa, livros para crianças, literatura em geral e faz também ilustrações para jogos. Realiza ainda animações e é autor de letreiros luminosos. Colabora com vários grupos de cidadãos que querem tornar Barcelona um lugar mais habitável.

Em 2016, já tinha recebido o Prémio Junceda e também o Prémio Bologna Ragazzi Não Ficção com as ilustrações para o livro "Há Classes Sociais" (editado também em Portugal pela Orfeu Negro em 2016).

"A Cidade dos Animais" é a sua estreia como autor e ilustrador", informa a editora. E resultou de um projecto de mestrado de ilustração infantil do EINA - Centro Universitário de Desenho e Arte de Barcelona, da Universidade Autónoma de Barcelona, que é dirigido por Gabriela Rubio, numa disciplina ministrada por Mercè Canals.

O júri do prémio Junceda valorizou o facto de o autor arriscar este estilo gráfico e estas cores, considerou a narrativa cativante e ficou agradado com o ambiente criado, "em que as personagens aparecem e desaparecem, deixando sempre uma pista". Só não gostamos que o texto seja todo grafado em maiúsculas, não facilita a leitura nem ajuda os miúdos a familiarizar-se com as regras das letras pequenas e grandes.

A Cidade dos Animais 
Texto e ilustração | Joan Negrescolor 
Tradução | Carla Oliveira 
Edição | Orfeu Negro 
40 págs., 14,50€ 

________________ 

Mais Letras Pequenas... Porque Bate o Coração?

Veja também... Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.