Guialazer

Por PÚBLICO

Visitas fora de horas, música, teatro e dança fazem parte do programa de iniciativas, na sua maioria com entrada gratuita, agendado para 18 de Maio, Dia (e Noite) Internacional dos Museus.


Desde 1977 que se celebra (e pensa) o papel dos museus no desenvolvimento da sociedade. Em 2018, reflectindo a rede de conexões que caracteriza o tecido social contemporâneo, o ponto de partida é "Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos". 

Reconhecendo que mudam os tempos mas não a vontade e respeito pela educação cultural, há que renovar a forma como é apresentado o espólio, com recurso às novas tecnologias, para cativar novos públicos: da digitalização das colecções às "hashtags", passando pelos elementos multimédia nas exposições. 

Braga convida a descobrir o Museu dos Biscaínhos (10h30 e 14h30). O Porto viaja pela "República Portuguesa: Conexões com Passado e Futuro" no Museu dos Transportes e Comunicações (10h30 e 15h). Em Coimbra, há "Jogos Interactivos e Multisensoriais" inspirados nas colecções do Museu Nacional de Machado de Castro (10h às 17h30). Nas Caldas da Rainha, o Museu José Malhoa opta por "Viajar Dentro das Pinturas" (10h às 12h30/14h às 18h). Lisboa espreita "A Educação dos Príncipes" no Palácio Nacional da Ajuda (14h). Para Almada, a festa não se faz num dia: a Semana dos Museus (de 12 a 19 de Maio) dá a conhecer o património local com visitas a exposições, oficinas, cinema no jardim, tertúlias e passeios no Tejo. 

São algumas entre as centenas de actividades que percorrem o país. Encontre aqui as que estão mais perto de si.