Guialazer

Por Rita Pimenta

A propósito do Dia da Mãe, aqui fica uma sugestão para fazer as famílias felizes. Neste livro, o autor é a criança, que vai contar a história da sua relação com a mãe. Não só vai contá-la, como ilustrá-la.


Para tal, precisará da ajuda de um adulto. Mas atenção que ajudar não é substituir. Por isso, no início há uma advertência pertinente: "Mãe, pai, avô, avó, tio, tia, como responsável pelo pequeno autor, só tem uma tarefa: deixá-lo criar." Nem mais. Diz-se ainda: "Ajude-o em tudo o que ele pedir, inspire-o se for preciso, mas, sobretudo, deixe que seja ele o protagonista. Esta é a sua história."

Também não vale querer que tudo fique direitinho, limpo e perfeito. Se o resultado é importante, aqui o processo ainda é mais, já que o miúdo está a construir um livro feito de memórias: as dele, as da mãe e as de ambos. Pelo, meio irá ainda ser obrigado a reflectir sobre o seu comportamento. Primeiro desafio: "Era uma vez... a história de como te tornaste minha mãe."

Seguem-se páginas com molduras para ali serem colocadas fotografias dos dois. Depois, pede-se que se complete a frase: "Uma mãe é mãe porque…" Para em seguida se enumerar as coisas que a fazem zangar. A dada altura, há que explicar os superpoderes da Supermãe! 

Mais adiante, a criança é convidada a recortar, a desenhar e a decorar as páginas do livro, onde não faltam corações construídos com materiais variados. A representação mais universal do amor.

Se os miúdos não conseguirem preencher todo o livro antes de o oferecerem, podem muito bem completá- lo com a própria mãe, num exercício feliz de recordação, descoberta e cumplicidade familiar.

Escolherem juntos a melhor fotografia ou a pior pode resultar em momentos muito divertidos. 

A primeira instrução para o pequeno autor é esta: "Preenche cada uma das páginas com o que sair do teu coração, conta as coisas divertidas, sérias e importantes que queres que a tua mãe saiba."

Na última instrução, sugere-se que se embrulhe o livro num papel bonito. Depois, acrescenta-se: "Agora já podes oferecê-lo à melhor mãe do mundo: a tua."

Há também a versão "O Meu Pai É o Melhor do Mundo". Mas essa fica para outro dia...

A Minha Mãe É a Melhor do Mundo 
Direitos e tradução | Penguin Random House 
Capa e paginação | Montse Martin 
Edição | Arena
92 págs., 10,95€ 

________________ 

Mais Letras Pequenas... Canja de Galinha com Arroz - O Livro dos Meses 

Veja também... Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.