Guialazer

Por Rita Pimenta

"Quando não procuras, encontras." Este é o primeiro de 15 ensinamentos taoistas reunidos neste livro, que na contracapa traz um bom resumo do seu propósito: "Como iniciar as crianças na filosofia do taoismo?"


"Através de fragmentos seleccionados do "Livro do Tao" que falam sobre rios, casas, copos ou árvores, descobrirão que o sábio não é sempre o mais forte e poderoso, mas antes um barqueiro que sabe aproveitar as correntes do rio, alguém leve e flexível como um bambu, que faz sem fazer e ensina sem querer, que avança sem seguir caminhos nem pegadas e nunca se perde."

O autor do texto, Manel Ollé, nasceu em Barcelona em 1962 e estudou Literatura Catalã. No site da editora conta que se interessou pelo "Livro de Tao" por "casualidade": "À saída de um concerto de música cubana, um amigo disse-me que estava a estudar chinês na Escola de Línguas e que o professor Ding era muito bom. Desde que comecei a aprender chinês, já não consegui parar."

Agora, é professor de História e Cultura Chinesas na universidade. Lembra ainda que o seu interesse pela cultura chinesa se deveu "a um livro de poemas chineses antigos (onde havia um sobre a emoção de um músico que deixa o alaúde em cima da mesa e ouve como o vento faz soar as cordas, e a música surge sozinha)".

Esta atitude contemplativa e de respeito pela natureza e também pelos outros atravessa todo o livro, baseado nos ensinamentos do velho e sábio Laozi, também conhecido como Lao-Tsé. "A lenda diz que era bibliotecário. Vivia no anonimato na China há mais de dois mil anos", pode ler-se no Guia de Leitura no final da obra.

As ilustrações que acompanham os fragmentos são de grande sensibilidade e delicadeza. Diz a ilustradora, Neus Caamaño, também catalã, que cresceu "rodeada de lápis, papéis, tesouras, tintas, pincéis". Diz ainda que, depois de estudar Belas-Artes, descobriu a ilustração e de que o que mais gosta é "do álbum ilustrado: pensar, procurar, experimentar ideias e imagens, recortar e colar, apagar e começar outra vez".

Terá sido assim que criou para nós estas ilustrações tão bonitas.

Tao - Fragmentos do antigo caminho chinês do mestre Laozi
Texto | 
Manel Ollé
Tradução | Inês Castel-Branco
Ilustração | Neus Caamaño
Edição | Fragmenta Editorial 
40 págs., 13,90€

________________

Mais Letras Pequenas...
Genial! As Invenções mais Espantosas de Todos os Tempos