Guialazer

Por PÚBLICO

Castro Daire abre portas ao teatro em Altitudes, Silves entra em modo medieval e Quarteira recebe Camané no calçadão.


Teatro em Altitudes
A Serra de Montemuro volta a ser palco de um festival que, entre vales e montanhas, recebe espectáculos de teatro, um concerto de Strella do Dia e um ateliê de artes de rua. À excepção da companhia espanhola Karlik Danza Teatro, a comitiva é portuguesa e inclui grupos como Teatro do Montemuro – anfitrião do Altitudes e a quem cabem as honras de abertura desta edição, com "Exploradores da Serra" (sábado, às 22h) –, Jangada, Palmilha Dentada, Peripécia ou Acta. Na Aldeia de Campo Benfeito, em Castro Daire, até 19 de Agosto. Os bilhetes custam 5€ (espectáculo) e 25€ (passe). O cartaz completo pode ser consultado em www.teatromontemuro.com.

 

No Reino do Al-Gharb
A Feira Medieval de Silves instala-se no centro histórico da cidade, antiga capital do Reino do Algarve. A 14.ª edição da recriação do período da Idade Média decorre até 20 de Agosto, sob o tema "Ibn Ammar, de Poeta a Vizir", evocando o legado do governante que sucedeu a Al-Mu’tamid. O quotidiano árabe mostra-se através da música, da dança e da poesia, sem esquecer os torneios de armas a cavalo, os manjares da época, os artesãos ou os trovadores. Todos os dias, entre as 18h e a 1h. O bilhete diário custa 2€ (3€ com direito a copo); a pulseira Livre Trânsito, 4€.


Camané no calçadão
Camané (n. 1967), um dos mais versáteis fadistas da sua geração – lembremos o projecto Humanos ou o facto de ter cantado Tom Jobim –, volta a fazer prova do seu eclectismo e junta-se à Orquestra Clássica do Sul. O concerto é conduzido pela batuta do maestro Rui Pinheiro e revê sucessos da carreira do fadista, que tem em "Infinito Presente" (2015) o mais recente capítulo. "Complicadíssima Teia", "A Cantar", "Marcha do Bairro Alto", "Luz de Lisboa" ou "Sei de um Rio" são alguns dos temas do alinhamento. Sábado, às 22h, no Calçadão Nascente de Quarteira. A entrada é livre.