Guialazer

Por Rita Pimenta

Lê-se a primeira frase e Kafka aparece-nos à frente. Mas não se assustem os adultos, podem dar o livro a ler tranquilamente às crianças. Lá mais para diante, elas irão perceber as referências que Catarina Sobral invoca. E não apenas a "Metamorfose".


O livro começa assim: "Certa manhã, ao acordar, o Samuel deu por si na cama transformado num gigantesco hipopótamo. Estava deitado de barriga para baixo. Abriu os olhos, piscou as narinas e viu a ponta de um focinho." E perguntou: "O que me aconteceu?"

Na verdade, é de crescimento que aqui se fala. A dada altura, o espelho torna-se pequeno, os pés ficam enormes, o apetite não tem fim e até um bigodinho... adolescente pode aparecer. "Um bigode! Não... o que mais pode acontecer?", questiona-se, estupefacto, o Samuel-hipopótamo.

Durante a história, o tamanho da letra vai sendo directamente proporcional ao pânico que o protagonista enfrenta, conferindo, juntamente com as mudanças de escala e perspectiva nas ilustrações, uma dinâmica visual muito interessante ao livro.

"Tão, tão Grande" mereceu uma menção especial no Prémio Nacional de Ilustração deste ano. O júri (de que fizemos parte, em colaboração com Susana Lopes Silva, da Escola Superior de Educação do Porto, e Vera Oliveira, da Direcção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas) destacou que Catarina Sobral "se mantém fiel a um estilo autoral que já a identifica e que procura firmar nos projectos que realiza. Através de uma paleta cromática primária muito intensa e reduzida (vermelho, azul, amarelo e preto), cria um ambiente dramático para uma situação igualmente dramática e calamitosa de metamorfose de um menino que acordou um dia transformado num gigantesco hipopótamo".

Sobre o objecto-livro, disse-se que "cria espaços onde a imagem e o texto coexistem sem fronteiras, formando um todo performativo".

A ilustradora e autora já tinha merecido em 2011 uma distinção nacional semelhante (que corresponde a 1500 euros para comparticipar a presença na Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha, Itália). Dessa vez, com o livro "Greve". Tal como Samuel, Catarina também cresceu.

Tão, tão Grande
Texto e ilustração | Catarina Sobral
Edição | Orfeu Negro
40 págs., 13,50€

____________________

Mais Letras Pequenas...
Pintar com os Dedos - Animais

Veja também...
Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.