Guialazer

Por PÚBLICO

Lisboa mostra "Celui Qui Tombe" e entra na feira de arte contemporânea. Águeda dedica-se ao i.


"Celui Qui Tombe"
Com assinatura do acrobata, actor, malabarista e bailarino Yoann Bourgeois, "Celui Qui Tombe" põe seis intérpretes a dançar em cima de uma plataforma suspensa que se inclina, roda, sobe e desce, pondo à prova a sua agilidade. O espectáculo é apresentado no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa (sábado às 21h; domingo às 17h30), integrado no programa do FIMFA Lx17, festival que, até 28 de Maio, leva a arte da marioneta e das formas animadas a vários espaços da capital. Bilhetes de 12€ a 15€.

Há feira na Cordoaria
Na segunda edição lisboeta da feira de arte contemporânea madrilena estão representadas 50 galerias oriundas de nove países: Portugal, Espanha, Brasil, Itália, Alemanha, EUA, Colômbia, França e Suíça. Este ano, a ArcoLisboa inclui uma nova secção, Opening, com curadoria de João Laia, dedicada a novas galerias. Na Cordoaria Nacional, sábado, das 12h às 20h; domingo, das 12h às 18h. A entrada custa 15€.

Águeda com i
Chega à nona edição o Festival i, que Águeda dedica ao público infantil e familiar. Em cena pela cidade, até domingo, há música, teatro, marionetas, circo, contos, oficinas, animação de rua, jogos e muitas outras actividades. O bilhete diário custa 6€; o passe, 8€.