Guialazer

Por Cinecartaz

Troque as amêndoas pelas pipocas. O Guia do Lazer desafiou o Cinecartaz a seleccionar uma dezena de filmes para ver ou rever nesta época.


O Filho de Deus (2014)
Versão cinematográfica do sucesso televisivo, "O Filho de Deus" centra-se, essencialmente, na história de Jesus Cristo. Protagonizado pelo português Diogo Morgado (num papel que lhe valeu o epíteto de "hot Jesus"), o filme segue o percurso do Messias, desde o nascimento à morte na cruz e à posterior ressurreição.

A Paixão de Cristo (2004)
Realizado por Mel Gibson, conta a história das últimas 12 horas da vida de Jesus de Nazaré. Um filme que levantou polémica sobretudo pela violência representada.

O Príncipe do Egipto (1998)
Inspirado no mundo bíblico que Cecil B. De Mille criou, uma animação que reformula figurações do humano, em especial na fantasia musical à volta do confronto entre os feitiços de Moisés e os dos mágicos do Faraó.

A Última Tentação de Cristo (1988)
A mais polémica história de Cristo no cinema, realizada com a mestria de Martin Scorsese a partir do romance homónimo de Nikos Kazantzakis. Jesus de Nazaré vive atormentado pelos seus próprios demónios e pela culpa. Mas a maior tentação é o desejo de viver uma vida normal, uma vida como qualquer outro mortal... 

Jesus Cristo Superstar (1973)
Musical de culto dirigido por Norman Jewison. Os últimos seis dias de Jesus, em versão operática moderna, através do olhar perturbado do apóstolo Judas Iscariotes.

A Maior História de Todos os Tempos (1965)
Uma super-produção que reconstitui a vida de Jesus Cristo, do nascimento até à morte, realizado pelo veterano de Hollywood George Stevens.

Simão do Deserto (1965)
Trata-se de uma das obras-primas absolutas do realizador Luis Buñuel. São Simão é um eremita no deserto, onde vive no alto de uma coluna, mas o Diabo vem tentá-lo várias vezes, sob a forma da bela Silvia Pinal.

O Evangelho Segundo São Mateus (1964)
Um dos mais célebres filmes de Pasolini, numa visão de Cristo completamente distinta do estilo "épico". Um Cristo solar, com toques "marxistas" e música de Bach.

Acto da Primavera (1962)
Adaptação de um auto da Paixão que se realiza anualmente numa aldeia transmontana. A população da Curalha interpreta todos os papéis do Acto, a que Manoel de Oliveira dá uma dimensão metafísica que transcende o simples registo da representação.

O Rei dos Reis (1961)
Uma versão da Vida de Cristo a que Nicholas Ray dá um toque de modernidade, fazendo de Jesus uma espécie de "rebelde".