O Guia de Lazer já não é actualizado

Leia-nos no Ípsilon, Fugas e Relaxar

Guialazer

Por PÚBLICO

Lisboa mostra a vida criativa do Nepal. No Porto descobrem-se passados de dor.


"Nepal, A Vida Criativa"

Uma mostra com fotografias de Carlos Brum Melo e textos de Ana Catarina Silva. "Nepal, A Vida Criativa", em exposição no edifício-sede do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, em Lisboa, propõe uma viagem documental sobre o modo como o povo nepalês supera os efeitos dos terramotos de Abril e Maio de 2015. O projecto, integrado na campanha de angariação de fundos Açores pelo Nepal, recorre às imagens para promover a solidariedade de pequenos actos locais e a vontade de querer intervir por uma mudança global. As portas estão abertas de segunda a sexta, das 9h30 às 13h30 e das 14h30 às 18h30, até 18 de Março. A entrada é gratuita.

Passados de dor

A exposição chama-se “O Virar da Página”, é promovida pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) e é feita de fotografias de José Sarmento Matos. Talvez baste dizer isso para o leitor adivinhar que está perante um documentário fotográfico sobre transformação impulsionada por crimes violentos. Escreve Sarmento Matos, numa nota enviada aos jornais, que “entre Setembro de 2014 e Abril de 2015 foram fotografadas e entrevistadas cerca de 30 pessoas”, todas vítimas directas ou indirectas de algum crime, como violência doméstica, tráfico de seres humanos ou "stalking". Em cada uma delas, o fotojornalista tratou de captar a forma de lidar com um passado de dor. Ambiciona com isto mostrar o quanto “as pessoas são corajosas, enfrentando uma realidade tão pesada e difícil e como ainda têm força para ultrapassar situações que, por vezes, parece não ter saída”. A exposição está patente na Atmosfera M, no Porto (Rua de Júlio Dinis, 158), até 7 de Abril.