Guialazer

Por PÚBLICO

Sintra tem encontro marcado com Jorge Palma e Sérgio Godinho. O Porto evoca memórias de um líder da extrema-esquerda.


Encontro com liberdade, na terra dos sonhos

Cada um no seu jeito particular de observar o mundo e enaltecer a liberdade, ambos são exímios na arte de transformar o quotidiano em canções. Jorge Palma e Sérgio Godinho já antes se cruzaram em palcos e discos, mas esta é a primeira vez que os dois gigantes da música e da palavra unem forças num espectáculo inédito. Juntos percorrem cerca de quatro décadas de música, tendo como cúmplices os músicos Pedro Vidal, Nuno Rafael, João Correia, Sérgio Nascimento, João Cardoso e Nuno Lucas. O encontro vem em dose tripla: hoje e amanhã, às 22h, e domingo, às 21h, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra. O preço dos bilhetes varia entre 15€ e 27,50€.

Memórias de um líder da extrema-esquerda

Fundador do jornal clandestino “O Grito do Povo” e líder da OCMLP (Organização Comunista Marxista-Leninista Portuguesa), Pedro Baptista lança esta tarde no átrio da Câmara Municipal do Porto, às 18h, o segundo volume das suas memórias, que será apresentado pelo capitão de Abril (hoje coronel) Rodrigo Sousa e Castro, pelo historiador José Manuel Lopes Cordeiro e pelo dirigente socialista Francisco Assis. Com o título “Da Revolução Gorada aos Desafios do Presente”, abre com o período de 1974-1975, propondo uma leitura pessoal, e às vezes surpreendente, dos sucessivos episódios do PREC, e aborda depois a sua passagem pelo PS ou pelo efémero Partido do Norte, e ainda a sua actividade como investigador e escritor.