Guialazer

Por Rita Pimenta

Quem não escutou já frases imperativas absurdas? A que dá título a este livro pode muito bem ser uma delas: "Daqui ninguém passa!"


No caso, trata-se de um general que não quer personagens nas páginas da direita (as tão cobiçadas ímpares, para quem sabe de tendências do olhar e venda de publicidade). Isto porque o militar quer entrar no livro quando lhe apetecer e ser herói da história. Um guarda paciente tratará de informar a multidão disso mesmo. "Mas isso é um absurdo", "o quê?", "isso é que era bom!", "ora bolas", "oh", são algumas reacções das personagens coloridas que vão enchendo as páginas da esquerda. "Lamento, mas só estou a cumprir ordens superiores", diz-lhes o guarda. Outra frase que muitos de nós também já escutaram.

Nisto, "poing", "poing", "poing", uma bola escapa ao controlo das crianças e entra pela página da direita adentro. Os miúdos passam a "fronteira" e a liberdade é reposta. Herói mesmo foi o guarda, defendido por todos contra a fúria do general.

Uma ideia divertida que faz pensar em obediência e união, mas também em grafismo e composição de livros. Há muitos pormenores e referências para descobrir nos desenhos de Bernardo Carvalho. E até pessoas reais que ali estão caricaturadas. Mas essa informação "daqui não passa". 

Daqui Ninguém Passa!
Texto | Isabel Minhós Martins
Ilustração | Bernardo P. Carvalho
Edição | Planeta Tangerina
40 págs.
13,50€

____________________


Mais Letras Pequenas...
"Sete Coisas Que Eu cá Sei"

Veja também...
Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.