Guialazer

Por Rita Pimenta

Numa nova edição, "Aquela Nuvem e Outras" juntou Eugénio de Andrade a Cristina Valadas – dois poetas, dois alfabetos.


"Por mais impessoal que seja a minha poesia, nunca o foi tanto como a que fui escrevendo à medida que o Miguel ia crescendo diante dos meus olhos, e me ia pedindo uma história ou um poema", escreveu o autor em 1986, num texto que esta edição de 2014 reproduz. O pequeno Miguel (Moura) cresceu e apresentou o novo livro quando foi lançado em Maio.

Parte do poema que dá título à obra, "Aquela nuvem": "– É tão bom ser nuvem, ter um corpo leve, e passar, passar. / – Leva-me contigo. Quero ver Granada. Quero ver o mar./ – Granada é longe, o mar é distante, não podes voar./ – Para que ter serve ser nuvem, se não me podes levar?/ – Serve para te ver. E passar, passar."

Há outros igualmente belos, como o Não quero, não. Excerto: "(…) Não quero, não quero, não, / ser soldado nem capitão. // Não quero muito do mundo: quero saber-lhe a razão,/ sentir-me dono de mim, ao resto dizer que não. (…)"

As imagens de Cristina Valadas, que mistura colagens com desenho e pintura, conferem um sentido ainda mais metafórico aos poemas do escritor. A ilustradora consegue criar um ambiente fantástico ancorado no real que nos reenvia facilmente para o universo infantil, onde o circo se adivinha.

Eugénio de Andrade disse também sobre este livro: "Ao escrever estes versos, procurei abrir os ouvidos da minha infância. (…) Quis misturar a minha voz às vozes anónimas da infância – oxalá ela venha a tornar-se anónima também." Para que serve ter um livro se não para o ler, ver e reler?

Aquela Nuvem e Outras
Texto | Eugénio de Andrade
Ilustração | Cristina Valadas
Edição | Assírio & Alvim
48 págs. 
14,40€

____________________

 
Mais Letras Pequenas...
 
Veja também...
Letra Pequena, um blogue (quase sempre) sobre livros para crianças e jovens.