Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Cláudia Alpendre Marques

A segunda edição outonal do festival, que decorre em formato presencial e à distância, volta a abrir os portões de vários espaços espalhados pela cidade, património público e privado, dos jardins mais célebres aos recantos quase secretos.


Nestes Jardins Abertos com cheiro a Outono, e porque como refere a organização “a natureza não foi cancelada”, cabem estufas, plantas, jardins de Inverno, visitas, percursos guiados por especialistas, mercadinhos e oficinas, que convidam à descoberta da paisagem natural urbana mas também promovem a consciência ambiental, com as mãos na massa e os pés assentes na terra.

O programa, com uma abordagem informal e aberto a todas as idades, leva o público a entrar no mundo da jardinagem, paisagismo, botânica, cultura e sustentabilidade através de um roteiro que pode ser visto ao vivo e a cores, cumprindo os requisitos em vigor, mas também virtualmente, a partir das redes sociais (Facebook e Instagram) e no site do festival. É por lá que passam as ofertas especiais, fruto de parcerias com marcas portuguesas e de outras paragens, e onde está disponível o mapa completo dos espaços e actividades que fazem parte da edição deste ano, que traz na esteira a distinção de Lisboa como Capital Verde Europeia.

O alinhamento tem lugares reservados para o mercado de plantas no Jardim do Príncipe Real, no último dia, e para as Varandas Verdes, uma acção promovida pela empresa Planta Livre, que põe grupos de vizinhos a fazer jardinagem colectiva nas fachadas de quatro edifícios. 

Tal como anteriormente, todas as actividades são gratuitas – algumas requerem inscrição prévia –, respeitando a ordem de chegada e a lotação de cada sítio. 

A criar raízes desde Maio de 2017, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, o projecto Jardins Abertos tem crescido a cada edição, estendendo os braços a mais jardins, percursos, colaboradores e visitantes (em 2019 foram contabilizados mais de 25 mil participantes).

 

Programa completo aqui.