Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Sílvia Pereira

Vila Real e Bragança tornam a pôr em palco, gratuitamente, um condensado de espectáculos recentes de dança contemporânea de criadores portugueses.


A segunda edição do Algures a Nordeste começa com "Walking With Kylián. Never Stop Searching", um tributo de Paulo Ribeiro a Jirí Kylián, e fecha com a "Saudade" dançada com a guitarra portuguesa pelo Quorum Ballet de Daniel Cardoso. Entre eles, dá a ver "Se Alguma Vez Precisares da Minha Vida, Vem e Toma-a", um olhar de Victor Hugo Pontes sobre "A Gaivota" de Tchékhov; "A Meio da Noite", evocação do imaginário de Ingmar Bergman por Olga Roriz; "Home 2.0", peça multimédia de Cláudia Martins e Rafael Carriço, para a Vortice Dance Company, acerca a adaptação do astronauta ao espaço; e "Fobos", o medo trabalhado pela Companhia de Dança de Almada, com coreografia de Bruno Duarte.

Co-criado pelos teatros municipais das duas cidades transmontanas, o festival oferece também "workshops" e promove duas criações originais. Depois de "Torga L.I.B.E.R.D.A.D.E.", estreada em Abril, guarda para Novembro a primeira apresentação do "Clarão" de André Braga e Cláudia Figueiredo, da Circolando.

Programa completo aqui.