Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Durante três dias, São João da Madeira recebe músicos, bailarinos, actores, artistas urbanos, confrades, acrobatas, fantoches, gigantones… Todos de chapéu ou com o adereço como inspiração.


A ideia é interpretar artisticamente o papel da indústria chapeleira para a cidade, em ligação directa com o espólio e trabalho do Museu da Chapelaria.

Entre dezenas de espectáculos, destaca-se o de abertura: "Tangran e o Chapeleiro – Episódio: Em Busca do Chapeleiro", da companhia Artelier, uma combinação de teatro, circo e "video mapping" (dia 20, às 22h30). Horas antes (às 19h), é inaugurada uma feira do feltro e do chapéu com modelos clássicos e novos "designs". Da cartola desta segunda edição, o Hat Weekend tira ainda o coelho, como estrela de um festival gastronómico que decorre em restaurantes da cidade.