Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Em sala, mas também em locais como o recém-recuperado Palácio Belmarço ou o pátio do Seminário Episcopal de Faro, Os Dias do Jazz vivem-se na capital algarvia pelo quarto ano consecutivo.


À excepção do brasileiro Jaques Morelenbaum Cello Samba Trio, que vem homenagear Tom Jobim, o alinhamento é todo português, da abertura com Mário Laginha como convidado do Trio de Jazz de Loulé ao fecho com a guitarra de Norberto Lobo. Entre eles, ouvem-se o quarteto do baixista Marco Martins, com o guitarrista Florent Souchet, o trompetista Leon Baldesberger e o baterista Filipe Sequeira; o encontro do contrabaixo de Zé Eduardo com o saxofone de Ricardo Toscano; e a desgarrada de guitarras dos irmãos André e Bruno Santos no projecto Mano a Mano.