Guialazer

Eu vou (2 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Frito, assado, ensopado. Em caldeirada, feijoada ou ao alhinho. Com ou sem tinta. Acompanhado de batata frita e salada ou directamente no pão. São muitas as formas de apresentar a iguaria que faz parte do património gastronómico setubalense. Este ano, são 34 os estabelecimentos que se juntam ao festival, para mostrar o que de melhor se faz na terra, no que ao molusco diz respeito.


Quem quiser aprofundar os conhecimentos para além do prato servido à mesa, pode participar numa aula de culinária com o "chef" José Serrano (dia 24 de Fevereiro, às 10h) ou numa degustação comentada pelo "chef" João Antunes (dia 11 de Março, às 18h), na Casa da Baía.