Guialazer

Eu vou (15 Pessoas vão a este evento)

Sexo, sexo e mais sexo. De 30 de Junho e 3 de Julho, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), decorre a primeira edição do Salão Internacional Erótico da capital. Os organizadores do certame são os mesmos que há 13 anos realizam, em Barcelona, uma feira idêntica.


Lisboa, ao contrário de Barcelona, não terá cenas de sexo ao vivo, mas, em contrapartida, apresenta lutas de mulheres na lama, mostras de cinema gay, sadomasoquista e hetero. Conta com a presença de inúmeros realizadores e artistas porno, com "shows" eróticos e 70 expositores onde podem ser apreciados e adquiridos objectos de uma das mais lucrativas indústrias mundiais.

Na zona dos "shows" eróticos estão previstas exibições de duos lésbicos, "strippers" e casais. Numa outra área, denominada Clube Bizarro, cada qual pode satisfazer os seus fetiches. Numa área para troca de casais, a Avenida Erótica, é possível comprar banda desenhada, filmes, lingerie, roupa de couro, fazem-se "piercings" e tatuagens e vende-se pastelaria alusiva, claro está, ao sexo. A feira inclui ainda uma zona gay, com espectáculos eróticos com homens, filmes e um sem-número de objectos relacionados com a respectiva orientação sexual.

Mas não é tudo. O certame serve ainda para falar sobre doenças sexualmente transmissíveis e até há uma exposição de arte erótica, da autoria do artista português DDACO, que, para além de exibir quadros, como faz regularmente em Barcelona, apresenta uma escultura especialmente concebida para este evento: o Rolls Royce Erótico. A entrada, como é óbvio, é permitida apenas a maiores de 18 anos.

Público