Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Camaleónico na música, David Bowie foi também um mestre em metamorfosear a sua imagem para os palcos, para os discos, para o cinema. Nesta exposição, podem ser vistos 40 retratos – quase tantos como os anos de carreira – que testemunham essa capacidade de reinvenção, desde o álbum a solo, de 1967, ao derradeiro "Blackstar", editado a 8 de Janeiro de 2016, no dia do 69.º aniversário do músico inglês – e dois antes da sua morte.


Nesta galeria, entram fotografias tiradas por Terry O'Neill, Markus Klinko, Norman Parkinson, Justin de Villeneuve, Milton H. Greene e Gerald Fearnley. A curadoria é de Cristina Carrillo de Albornoz Fisac, a que se junta o músico (e fotógrafo) David Fonseca, que se responsabiliza pelo programa paralelo de música e cinema.