Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Em exposição estão 170 imagens, captadas entre 1959 e 1960 pelos arquitectos Fernando Schiappa Campos e António Saragga Seabra, e pelo sociólogo Amadeu de Castilho Soares, sobre os "habitats" tradicionais da Guiné-Bissau.


A mostra, que vai buscar o nome à palavra crioula que define um conjunto de casas do mesmo agregado familiar, reúne ainda um conjunto de desenhos de cadernos de campo e artefactos da colecção do Instituto de Investigação Científica Tropical e do Museu Nacional de Etnologia. Ao registo documental é acrescentada a dimensão científica: o acervo constitui "um estudo etnográfico da arquitectura nativa da província ultramarina", dando a conhecer a vivência destas comunidades, da estrutura familiar à alimentação passando pelos rituais e recursos naturais. A curadoria é de Catarina Mateus e de João Santos.