Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Susana Pomba

Uma utopia aplicada a um local preciso, um “jardim do prazer”. André Guedes apresenta uma performance com dois actores e música tocada em gamelão de Java.


"Sketches for Pleasure Gardens" foi uma performance apresentada na residência artística Gasworks, em Londres, por André Guedes, em Junho de 2011. Agora, na Kunsthalle Lissabon, Guedes apresenta "Pleasure Gardens", um passo à frente da versão "exploratória" que deu a conhecer na capital inglesa.

A performance conta com a participação de dois actores (Patrícia Andrade e Eduardo Breda) e dois músicos de gamelão de Java (Elisabeth Davies e Jorge Oliveira), instrumento tradicional de Java (Indonésia) que só faz sentido quando tocado colectivamente.

A dramaturgia foi feita a partir de uma série de textos produzidos num período de intensa reflexão e acção política na Europa - entre 1881 e 1891 - por nomes como Paul Gaugin, Louise Michel, William Morris ou Oscar Wilde. Estes pensadores impulsionaram a construção do texto desta performance de Guedes, que se centra na ideia de utopia social e política, aplicada a um local preciso. No caso, um "pleasure garden", nome dado a uma tipologia de jardins na Inglaterra dos séculos XVIII/XIX.