Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Sílvia Pereira

O coreógrafo e artista plástico Josef Nadj regressa com uma peça que não é (só) um espectáculo. Estreada em Setembro de 2018 na Biennale de la Danse de Lyon, é uma criação híbrida em dois planos: fotográfico e performativo.


Manifesta-se, por um lado, numa exposição com uma centena de fotografias que pretendem contar uma história cada uma, partindo da imagem de uma rã esmagada para trabalhar a ideia de "memória de um mundo"; por outro, numa "performance" breve em que Nadj se posiciona num espaço escuro, exíguo e próximo do público para ensaiar outras narrativas. Aqui, "cada movimento, cada acção, cada segundo é um eco da sua jornada, pessoal e artística, transfigurada por um desenho cénico na veia de Beckett", explica o programa.