Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Sílvia Pereira

Depois de nos terem trazido Bach cantado por crianças surdas e Mahler com polifonia africana e sons de animais, o coreógrafo belga Alain Platel e a companhia Les Ballets C de la B regressam com outra abordagem original à obra de um compositor clássico: o "Requiem" de Mozart.


A célebre missa fúnebre transforma-se, pelas mentes de Platel e do músico Fabrizio Cassol, num espectáculo em que a orquestra é substituída por 14 músicos de vários continentes. Empunham guitarra eléctrica, tuba, mbira, acordeão (este tocado pelo português João Barradas) e outros instrumentos. Cantam em duetos e trios. E deixam transparecer as suas raízes e influências, do jazz à ópera, passando por rock e ritmos africanos. 

Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.

Votos dos Leitores


Média da votação dos leitores, num total de 0 votos
(carregue na posição pretendida para votar)