Guialazer

Zeca

Por Marco Duarte

Votos dos Leitores


Média da votação dos leitores, num total de 0 votos
(carregue na posição pretendida para votar)


23.01.16 Por Maria José Santana

Inspirada no nome de um filho da terra (Zeca Afonso), há em Aveiro uma cafetaria que é muito mais do que um espaço para beber um copo.


Vive hoje. Amanhã é um tempo duvidoso”. A mensagem, escrita a giz, num quadro de lousa, salta à vista de quem passa pelo Largo da Apresentação, no centro da cidade de Aveiro, deixando a promessa de que, por detrás daquela montra, há um espaço diferente e peculiar para descobrir — uma cafetaria que dá pelo nome de Zeca e que cultiva a amizade e o amor à cidade da ria. No seu interior, há chás, chocolate quente, vinho a copo, cervejas artesanais e muitas iguarias para degustar — e, se o cliente assim o desejar, levar para casa —, e verdadeiros “amigos” (é assim que eles gostam de ser encarados) prontos para o receber. A começar, desde logo, pela mascote da casa, a Maria Bonita: uma grande sardinha, feita de pano, e que tem vindo a ganhar cada vez mais vida própria nas redes sociais — e não é que ela tem já uma legião de fãs?

Esta cafetaria que foi buscar o nome a um filho da terra — Zeca Afonso nasceu em Aveiro a 2 de Agosto de 1929 — aposta numa carta especial (e que é apresentada como sendo uma “Tabela da Felicidade”), capaz de satisfazer todos os gostos e estados de espírito. Nestes dias de Inverno, as verdadeiras estrelas da casa são o chocolate quente espesso — tão espesso que não é para beber mas sim para comer à colher —, o vinho quente, o licor de alguidar (um néctar típico de Aveiro, mais concretamente do bairro da Beira Mar), os chás da Glory Tea ou as propostas de vinho do Porto ou vinho tinto ao copo. Para os dias mais quentes — que já deixam saudades — as propostas também são variadas: começando pela lista de cervejas artesanais (a cafetaria Zeca aposta nas várias marcas criadas na região de Aveiro), passando pelos refrescos tradicionais da marca Quiosque de Refresco ou pelo gin tónico.  

Com tempo frio ou com calor, se há coisa que cai sempre bem é um doce, sendo que nesta cafetaria não faltam “tentações”. Tanto mais porque estamos na capital dos ovos moles e na cafetaria “Zeca” eles têm lugar cativo, não obstante o facto de dividirem o protagonismo com as trufas de ovos, as raivas (biscoitos tradicionais de Aveiro, com formas irregulares) e o ex-líbris da casa: um sundae com granola caseira. “É uma receita adaptada de uma outra apresentada por Henrique Sá Pessoa. O nosso sundae leva iogurte grego natural, chocolate quente e, depois, a granola caseira”, revela João Adão Bem, proprietário do espaço.  

Gozando de vista privilegiada para o cada vez mais concorrido Largo da Apresentação — em pleno bairro típico da Beira Mar e ali mesmo ao lado da afamada Praça do Peixe —, a cafetaria Zeca aposta, no seu interior, numa decoração simples e onde saltam à vista os bancos, cadeiras e mesas de madeira que nos transportam até às casas dos nossos avós (e que bem que ficam as pequenas jarras, enfeitadas com flores do campo, no centro das mesas!).  

O espaço interior não é dado a grandes enchentes — são apenas três mesas e um balcão — mas, nos dias de tempo seco, a esplanada é sempre uma boa opção. É que, além da zona para acolher e servir os clientes, a cafetaria aposta também num espaço para venda de produtos gastronómicos e artesanato típico da região — tudo o que Aveiro produz de melhor é orgulhosamente servido ou vendido neste espaço — ou de outros pontos do país. O difícil vai ser mesmo escolher entre os produtos de beleza feitos com sal de Aveiro, as conservas da região, os porta-chaves em forma de bacalhau ou de sardinha, ou as bebidas (cervejas e licores) e doces artesanais. A montra reserva ainda lugar de destaque às peças em cerâmica (galos de Barcelos coloridos, azeitoneiras em forma de latas de conservas e estátuas de São Gonçalinho, o padroeiro do bairro da Beira Mar), e ao produto sensação da casa: latas de conservas com...sardinhas de chocolate (da marca Avianense).  

Todos estes e muitos mais artigos tradicionais estão igualmente à venda na loja online (www.zeca.pt) da empresa — que também opera na área do turismo —, sendo que a própria cafetaria também aposta numa forte presença na Internet, fazendo passatempos e lançando desafios, de forma constante, aos seus clientes e amigos. Lembra-se da mensagem escrita no quadro de lousa? Ela vai mudando, com regularidade, e quem dita o teor da mensagem são os clientes. Mais ainda: há prémios para as melhores selfiestiradas com a Maria Bonita. Quer aventurar-se?

Preços: Bebidas desde 0,70€ (café), passando pelos 1,50€ (copo de vinho) e até 4 euros (cerveja artesanal). O sundae da casa custa 2,3 euros e um pires de raivas (4 unidades) 0,80€. As tábuas de conservas simples com pão custam 3,80€.

Se algum destes dados não estiver correcto, diga-nos.