Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

O museu põe o universo bordaliano ao serviço da criatividade da petizada com uma oficina onde se constroem formas animadas e, com elas, se dramatizam “histórias assanhadas”. Tesoura, caixas de cartão, fita-cola, paus de espetada ou palhinhas e papel celofane são os materiais a ter à mão. A orientação é de Magda Moreira.